Porto do Recife

Recife, 21 de novembro de 2017

Menu

Infraestrutura

Infraestrutura > Áreas Alfandegadas

Áreas Alfandegadas

u30u-dsc_8684.jpg

A Receita Federal do Brasil concluiu o processo de alfandegamento de novas áreas do Porto do Recife. Foi publicado no Diário Oficial da União de 01 de agosto de 2013) o ato declaratório que oficializa uma nova área alfandegada de 94.272,76 m². O que resulta em um salto de 20mil m² para 114.292,76m² e configura o Porto do Recife como o único porto público do Nordeste com essa quantidade de área alfandegada.

A conquista de novas áreas alfandegadas é estratégica na consolidação do Porto do Recife como entreposto público e urbano. O porto que gerou o nascimento da capital reforça sua posição no mercado de logística. As cargas em contêineres são apropriadas para trânsito em meio urbano, pela proximidade com os destinos em centros de distribuição na região metropolitana e por se darem sem impacto ao entorno.

O Porto do Recife está em permanente processo de modernização e melhoria de sua infraestrutura para se apresentar ao mercado de logística. Vale lembrar que foram feitas a reforma total das instalações portuárias, adequação dos pátios e armazéns para o recebimento de cargas de maior valor agregado, dragagem para obter um calado seguro, de até 11,5 metros de profundidade, para atender a navio de maior porte.

ÁREAS ALFANDEGADAS - A área alfandegada de um porto se localiza na zona primária, está sob o controle da Receita Federal e pode ser um pátio ou um armazém. Sua finalidade é manter a carga sob a guarda do porto enquanto se sujeita ao desembaraço aduaneiro e posterior nacionalização, para livre circulação em território nacional.


DEPÓSITO ALFANDEGADO CERTIFICADO E ENTREPOSTO ADUANEIRO - O Porto do Recife conta com mais três áreas fundamentais para a conquista de novos negócios e aumento de receita: um Depósito Alfandegado Certificado (DAC) e de dois Entrepostos Aduaneiro. Ambas as conquistas foram informadas na quinta-feira, dia 10 de abril de 2014, pela Receita Federal do Brasil. 

O DAC abrange uma área de 500,00 m² do pátio de estocagem 05. Ainda conseguimos que o Armazém 05 com 7.500m² e o Pátio 05 com 18.500 m² virassem um entreposto. Essas áreas correspondem a uma área de 26 mil m², dentro da área já alfandegada do Porto, e vai atender ao projeto da GE/Navalmare permitindo que a carga operada entre e saia do Porto do Recife virtualmente. O Entreposto Aduaneiro permitirá que as cargas importadas fiquem armazenadas no pátio alfandegado 01, pelo período de até 1 ano, sem a cobrança de tributos e sob controle fiscal e aduaneiro. O pátio 01 tem cerca de 6mil m².

 

Movimentação

No momento

06navios atracados no porto público

06navios atracados

Toneladas em operação

290.965no último trimestre

1.190.236neste ano

Tábua de marés

Clique aqui

Vídeo Institucional