Porto do Recife

Recife, 21 de julho de 2017

Menu

Comunicação

Comunicação > Notícias

04 de abril de 2017

Porto do Recife Marca Presença na 23ª Intermodal South America

Foto: Assessoria de Imprensa e Comunicação Porto do Recife Marca Presença na 23ª Intermodal South America

Presente desde a primeira edição da feira, o Porto do Recife apresenta números de crescimento nos negócios e expõe seus potenciais durante os três dias do maior evento de modais das Américas.  A multimodalidade no transporte de cargas, redução de custos na cadeia de distribuição de mercadorias, inovações tecnológicas e segurança logística estão entre os temas discutidos durante os quatro dias do evento que foi aberto oficialmente hoje (04.04), em São Paulo, e tem a expectativa de receber 50 mil visitantes até o dia 06 de abril. A solenidade de abertura da Intermodal South America contou com a presença do ministro dos Transportes, Portos e Aviação Civil, Maurício Quintella. Falando para uma platéia composta, em sua maioria, por investidores brasileiros e estrangeiros, o ministro afirmou que o Governo Federal está amplamente comprometido com o setor de logística e com os investimentos em infraestrutura, estando aberto às parcerias com o setor privado. "O governo está ciente da importância do papel de prover infraestrutura para que o setor privado possa desenvolver suas atividades de forma criativa", avaliou. "Estamos cientes que as parcerias são essenciais para a economia e imprescindíveis para o Brasil", afirmou.  Negócios para Pernambuco O presidente do Porto do Recife, Carlos Vilar, participa do evento em conjunto com o executivos do Complexo de Suape em busca de novos negócios para o Estado. Segundo Vilar, um dos atrativos para os empreendedores se interessarem por um porto urbano, no coração da capital pernambucana é o desempenho crescente nos últimos anos na movimentação de cargas. No primeiro trimestre de 2017, o porto movimentou 488 mil toneladas de granéis sólidos mantendo a curva de crescimento com um desempenho 93% superior ao mesmo período do ano passado. O grande fator que proporcionou esse diferencial de crescimento foi o milho (importado da Argentina) que tem em Recife a porta de entrada para a avicultura e indústrias alimentícias. Somente com este grão, nos três primeiros meses deste ano, o ancoradouro elevou a operação do produto para 184 mil toneladas movimentadas, 500% a mais que o primeiro trimestre de 2016 quando movimentou 31 mil toneladas. A expectativa do presidente Carlos Vilar é aproveitar o ambiente diversificado da feira - é considerado o principal do segmento de comércio exterior e movimentação de cargas, reunindo 600 expositores de 26 países - para ampliar o networking com os principais players do mercado. "Queremos mostrar nossos potenciais e estreitar o relacionamento com armadores, agentes e operadores portuários, além de executivos e empresários do ramo logístico. Certamente a Intermodal é uma oportunidade imperdível para essa troca”, destacou.  


Movimentação

No momento

06navios atracados no porto público

06navios atracados

Toneladas em operação

353.076no último trimestre

840.438neste ano

Tábua de marés

Em manutenção.

Vídeo Institucional